Checklists bem feitos não transformam pessoas em autômatos irracionais

Assisti há alguns anos um ótimo filme documentário que me levou a ler o livro que o inspirou. O filme se chama “How To Avoid Mistakes In Surgery” e o livro “The Checklist Manifesto: How to Get Things Right” (publicado no Brasil como Checklist – Como Fazer as Coisas Benfeitas).

Ambos demonstram a imensa importância que os checklists têm nos trabalhos realizados pelo homem, especialmente naqueles em que há grande pressão e o erro humano é praticamente intolerável, já que vidas estão em risco.
Continuar lendo

Como elaborar um cronograma realista

Todos sabemos o quanto é importante elaborar um cronograma realista e factível. Muito se fala de técnicas, mas pouco se diz como aplicá-las.

Apresentarei a seguir o método PERT associado a análise de riscos que acredito ajudar a estimar com maior embasamento a duração das atividades e ao mesmo tempo criar um registro de riscos importante para argumentar as possíveis variações de duração no decorrer e término das atividades.

Importante lembrar que a análise e histórico de controle de riscos desenvolvidos e as durações estimadas e reais deverão ser usados para compor as lições aprendidas. Assim trabalhos futuros serão estimados com mais conhecimento e precisão.

Primeiramente recomendo que comece a aplicar esse método não em todas as atividades do cronograma, pois pode levar muito tempo dependendo da quantidade de atividades e riscos relacionados. No entanto, selecione ao menos todas as atividades do(s) caminho(s) crítico(s) – lembre-se de que pode haver mais de um caminho crítico em um diagrama de rede.

Continuar lendo

Estudando Grupos e Processos de Gestão de Projetos com Excel

processos

Durante meus estudos para certificação PMP me deparei com a necessidade de praticar o exercício envolvendo a ordenação dos processos de gestão de projetos contido no livro de Rita Mulcahy.

Para facilitar o estudo, criei uma solução em Excel 2007 com VBA que permite praticar e avaliar os conhecimentos envolvidos no agrupamento (Iniciação, Planejamento, Execução, Monitoramento e Controle, Encerramento) e ordenação de processos de gestão de projetos, assim como apresentar a nota de desempenho.

Continuar lendo